COMUNICADO

TERESINHA PEREIRA DE OLIVEIRA LIMA-ME, inscrito (a) no CNPJ: 22.485.498/0001-62, torna público que requereu à Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Defesa Civil – SEMAD, a Licença Operação (LO), para a atividade de PADARIA E CONFEITARIA, localizado na Av. Aderson Alves Ferreira n° 1700, Bairro: Paciência, Município de Piripiri.

Fiação elétrica de capela é furtada

Segundo internauta, furtaram a fiação elétrica da capela do conjunto Parque Recreio em Piripiri – PI. Com informações de Azevedo Júnior.

Quer oferta especial? Venha pra Piripiri Veículos!

Gol 1.6 2018 completo
Duster 2015 1.6 c/ multimídia
Uno Way 2013

Confira todo nosso estoque em www.piripiriveiculos.com
(86) 9 9955-0777 – Informações e planos de financiamentos.

Faculdade Chrisfapi desenvolve ações em alusão ao Dia Internacional da Mulher

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, os alunos do 9º período de fisioterapia prepararam para as pacientes da Clínica Escola uma manhã com atividades onde elas puderam se divertir e receber massagens relaxantes.

Seguindo o dia de homenagens, a instituição também proporcionou para suas colaboradorasmomento lúdico para parabenizar aquelas que com muita garra e sabedoria transformam o mundo.

Parabéns!

Piripiri sedia Encontro do Conselho Regional de Enfermagem

O município de Piripiri, Norte do Estado, sediará nos dias 13, 14 e 15 de março o Encontro do Conselho Regional de Enfermagem (ENCREPI), promovido pelo Conselho Regional de Enfermagem do Piauí (Coren-PI).

O encontro, que acontece pela primeira vez no município, contará com grandes nomes da enfermagem piauiense quediscutirão assuntos pertinentes à área por meio de conferências e minicursos. O evento será realizado no Auditório Ozires Neves de Melo – praça de eventos Arimatea Sousa.

Entre os temas discutidos, consta na grade de programação: Qualidade no Curso da Vida: 100% de cuidados paliativos onde houver 1% de chance; Resolução Cofen nº 509: Boas práticas do enfermeiro responsável técnico; Comunicação efetiva no ambiente de trabalho; Descomplicando a SAE: Uma abordagem prática; e Atualização em Urgência e Emergência Cardiológica.

Tatiana Maria Melo Guimarães, presidente do Coren-PI e uma das conferencistas do evento, destaca que o ENCREPI tem como objetivo reunir profissionais e graduandos em enfermagem para promover capacitação e disseminar conhecimento e informação aos participantes. “Além de permitir a discussão de assuntos importantes e atuais acerca da enfermagem, o ENCREPI é uma forma de reunir profissionais e estudantes, aproximando-os entre si como também do Conselho. É uma oportunidade do Coren-PI ouvi-los de perto, entender os problemas e trabalhar cada vez mais para desenvolver uma enfermagem de qualidade no Piauí”, reforçou a presidente.

DENÚNCIA: sítios arqueológicos são depredados em Pedro II – PI

Uma grave denúncia parte dos condutores de turistas que atuam no município de Pedro II sobre a situação de sítios arqueológicos localizados no povoado Torre, cerca de 10 km da sede da cidade, ao norte do estado.

Segundo relatos, os sítios estão localizados em um lugar lindo, de fácil acesso e de uma importância histórica imensurável, no entanto, infelizmente, continuam sendo alvo de depredação, resultando em inúmeras pichações e acúmulo de lixo. “São muitos outros crimes que vêm sendo cometidos contra este patrimônio histórico. Mesmo após várias denúncias, nada ainda foi feito para punir esses criminosos. Devemos zelar por um bem que é de todos nós, todos devem conhecer, amar e proteger”, desabafa a condutora Maria Silva, em postagem em uma rede social.

Para Rogério Pereira, membro da ACONTUR (Associação dos Condutores de Turistas), apesar dos sítios serem protegidos por lei federal, que prevê pena de detenção para quem depreda o local, pessoas insensíveis ainda teimam ao cometer danos aos sítios. Tem lei federal, têm leis locais também que visam proteger esses os sítios, mesmo assim ainda acontecem crimes como esses, como as pichações sobre as inscrições rupestres. Mas, como guias de turistas e cidadãos que somos estamos atentos para denunciar esses crimes”, disse.

Rogério Pereira pede também uma providência por parte do poder público municipal. “O IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) tem sua responsabilidade de fiscalizar, como órgão federal que cadastrou esses sítios no Cadastro Nacional de Sítios Arqueológicos, estruturou e liberou para visitação, mas o município também deve se responsabilizar pela preservação desses locais, pelo menos garantindo a vigilância, mas, praticamente nada tem sido feito”, disse.

O representante da ACONTUR disse que no ano de 2008 o IPHAN estruturou, liberou os sítios para visitação turística e o município se responsabilizou, em contrapartida, em preservar e mantê-los em condições de funcionamento.

Uma placa instalada pelo IPHAN no local indica que o sítio faz parte do patrimônio cultural protegido pela Constituição Federal e pela lei 3.924/61. Também alerta que a destruição de qualquer material, pichação ou remoção de terra deste local constitui crime sujeito a pena de detenção e multa.