Prefeito visita locais que receberão obras em 2018

Na tarde de ontem, 06, o prefeito Luiz Menezes visitou bairros de Piripiri que receberão, já em 2018, uma série de obras e melhorias.

Há dois meses a Prefeitura de Piripiri iniciou projeto para colocar a cidade dentro do programa de mobilidade urbana chamado “Avançar Cidades”, do Governo Federal. E nesta semana houve o retorno positivo, com aprovação da Caixa Econômica e do Ministério das Cidades.

Agora o prefeito elabora o projeto físico, apontando os locais onde a prefeitura irá trabalhar os recursos que serão recebidos pelo município.

“Iremos fazer em torno de cinco pontes entre o riacho do Cabresto e o riacho da Conceição, interligando bairro e ruas. E hoje saímos procurando e visitando vários pontos da cidade que necessitam receber calçamento. É um trabalho feito com muito critério, sem olhar por amizade ou política, mas sim de acordo com o que a cidade precisa e dentro dos critérios do programa, principalmente no que diz respeito a densidade populacional do local a receber as obras”, disse Menezes.

Menezes também irá prestigiar os vereadores do município, acatando sugestões e indicações. “Faremos um trabalho pensando exclusivamente em Piripiri e os vereadores são peças importantes e deverão nos ajudar muito”, afirma.

Os recursos do programa serão aplicados na construção de calçamentos, pontes, bueiros, passagens molhadas e recapeamento asfáltico, e deverão acontecer durante todo o ano de 2018, gerando inúmeros empregos e aquecendo o comércio local.

Secretaria de Saúde entrega novos uniformes para profissionais do SAMU

Os servidores do SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Piripiri receberam na última semana, novos kits de uniforme nos padrões do Ministério da Saúde.

Os kits, que foram entregues pelo secretário de saúde, Dr. Antônio Carlos, são formados por macacão personalizado e botas operacionais. Todos os profissionais que compõe as unidades móveis, USB e USA, receberam os itens. O uso do uniforme é obrigatório para todos os servidores que trabalham no SAMU, pois é um EPI que protege os profissionais do contato com líquidos, sangue e outras secreções, devendo ser fornecido com regularidade pelos gestores.

Os servidores de Piripiri, estavam há 3 anos sem renovação de uniformes. “Parabenizo todos os profissionais do SAMU de Piripiri, são verdadeiros heróis, vocês são especiais para a população de nossa cidade. Vou lutar sempre pelas melhorias que forem necessárias para esse serviço”, disse o secretário Dr. Antônio Carlos.

Polícia Civil de Piripiri deflagra Operação Ártemis, prende pessoas e resgata animais silvestres no interior do Piauí

A Polícia Civil do Piauí, através das equipes do 1º Distrito Policial, 2º Distrito Policial e DEAM de Piripiri/PI, sob o comando dos Delegados Jorge Terceiro, Ricardo Oliveira e Lucivânia Vidal, deflagrou na manhã de hoje a “Operação Ártemis”, no município de Capitão de Campos / PI, onde duas pessoas foram presas por prática de crimes ambientais.

“Há cerca de um mês estávamos realizando as investigações. O resultado foi a operação deflagrada hoje pela manhã. Até o momento duas pessoas foram presas, dezenas de animais silvestres foram apreendidos e as equipes do IBAMA/SEMAR já se deslocam para o local. Dentre os animais silvestres foram localizados e apreendidos vários catitus, raposas, onças pardas, jabutis, tatus, gato Maracajá, e diversas aves silvestres”, afirmou o delegado Jorge Terceiro.

Segundo o Delegado Ricardo Oliveira, “a operação ocorreu em duas frentes, sendo a primeira na zona urbana da cidade Capitão de Campos/PI e segunda na zona rural, mais precisamente no povoado Montes. O proprietário dos imóveis e um caseiro foram presos em flagrante. O proprietário dos imóveis chegou a empreender fuga, mas foi interceptado pela PRF na altura do município de Campo Maior/PI, acionada por nossas equipes.”

Segundo a Delegada Lucivânia Vidal, “o estado dos animais é deprimente. Alguns presos em cubículos. A onça parda sofreu visíveis maus-tratos, tendo sido extraídas as presas do animal. Obtivemos a informação de que há pouco tempo uma outra onça também mantida em cativeiro, no sítio localizado na zona rural, acabou morrendo”.

Os autores foram autuados em flagrante nos crimes ambientais de cativeiro de animais silvestres, majorado pelo fato de haverem espécies ameaçadas de extinção – art. 29, parag. 1o, inc. III e par. 4o, Inc. I da Lei 9.605/98, gerando pena de até 1 ano e meio, além do crime de abuso e maus tratos previsto no artigo 32 da mesma lei, que resulta em mais 01 ano.

O nome da operação, “Ártemis”, é em referência à deusa protetora da vida selvagem, dos animais e da caça, era filha de Zeus com a deusa Leto e irmã gêmea de Apolo. Quando criança, ao ser questionada por seu pai qual seu maior desejo, ela pediu, sem hesitar, que pudesse circular livremente pelas matas, à noite, ao lado dos animais ferozes sem nada sofrer, o que lhe foi prontamente concedido.

Os autuados são os nacionais de nomes José Montes de Resende Filho – vulgo “Deinha” e Antônio Francisco da Silva Monteiro.

 

Colégio Frei Francisco forma mais uma turma de 9° ano

Na última quarta-feira, 06, o CFF realizou a aula da saudade com os alunos do 9° ano, turma “Los Hermanos”. Na noite do mesmo dia, os formandos participaram ainda de uma balada em comemoração à conquista. “A valorização de cada vitória é o que nos torna mais felizes aqui”, declarou a aluna Isadora Morgana.

Colégio Frei Francisco – Mais que uma escola, um lugar para ser feliz.

Deu no site Política Dinâmica: Inseguro, futuro presidente diz que ainda não sabe detalhes da AGESPISA

Matéria do site Política Dinâmica

Coluna do Gustavo Almeida

Imagens: Reprodução da internet

O futuro presidente da Agespisa, o vereador de Piripiri Genival Sales (PT), falou nesta terça-feira (5) com a reportagem do Política Dinâmica. Demonstrando insegurança e apreensão diante das perguntas, ele chegou a dizer que “não deu entrada nos detalhes e no funcionamento da empresa” ao ser questionado sobre um provável plano de subconcessão dos serviços de abastecimento e saneamento em 56 municípios do Piauí.

Um dos maiores argumentos do governo para justificar a escolha de Genival é o fato dele ter 31 anos como servidor da empresa. Apesar disso, Genival diz que somente após passar pela sabatina na Assembleia é que vai se inteirar de todas as problemáticas da empresa e dos projetos que tramitam nela. Ele confirmou a estreita ligação com o deputado federal Assis Carvalho (PT) e disse que vota nele desde quando o petista ainda era deputado estadual.

Questionado sobre o que considera ter sido o grande problema que levou o governo estadual a ter que fazer uma subconcessão dos serviços da empresa na capital, já que possui mais de três décadas de experiência na instituição, Genival respondeu usando como exemplo o problema de captação de água no interior do estado, algo que não existe em Teresina.

“Nosso maior problema hoje é captação. É água. Por exemplo, em Pedro II o açude secou e ao longo do tempo a gente não previa esse colapso de cinco ou seis anos de seca onde acarretou no problema em todo o Estado. As dificuldades hoje são com o produto, com a captação de água e com isso nós vamos buscar alternativas através de poços para que possamos amenizar, principalmente na cidade de Pedro II”, falou.

Indagado sobre o fato de em Teresina não existir problema de captação de água, ele mudou a resposta, chegou a dizer que o motivo da subconcessão foi a crise financeira que afetou o país e concluiu que isso acarretou na necessidade da subsconcessão, pois a empresa precisava de investimentos para sobreviver. Na mesma tentativa de melhorar a primeira resposta, disse que as parcerias público-privadas têm dado certo e precisam continuar.

“Nós entendemos que as PPs [se referindo às PPPs] são muito viáveis para o sistema público. É uma experiência que está dando certo e hoje a capital, o seu sistema de abastecimento de água, quem tem conhecimento, sabe que é uma parceria que está dando certo. Após chegar na presidência nós vamos analisar toda a problemática para que dentro da conjuntura a gente possa estar melhorando ou ampliando os nossos sistemas”, falou.

VÍDEO

FONTE: https://www.politicadinamica.com/colunas/gustavo-almeida/futuro-presidente-diz-que-ainda-nao-sabe-detalhes-da-agespisa1512495768-9926.html

Alunas de Serviço Social da Faculdade Chrisfapi executam projeto em hospital de Piracuruca

As alunas do Curso de Serviço Social da Faculdade Chrisfapi, Maria Daniela Sousa Fontenele e Taís de Sousa Medeiros, desenvolveram no Hospital Dr. José de Brito Magalhães, em Piracuruca, projeto visando promover a auto-estima dos pacientes com câncer que procuram a Central de marcações de consulta do hospital.

O referido projeto faz parte das atividades realizadas durante o Estágio Supervisionado I, sendo acompanhadas pela Assistente Social Dirce Escórcio e a Médica Pediatra Dra. Nívia Magalhães, fazendo parte do programa “Cuide-se com Amor”, momento que foi também incentivado a participação da família durante o tratamento do paciente oncológico, além de  distribuição de camisinhas e orientações de combate à AIDS.

A ação, segundo as profissionais do hospital, é muito bem-vinda em decorrência das inúmeras situações que o paciente enfrenta nesse momento, sendo necessária muita atenção para que o mesmo possa enfrentar e vencer a situação apresentada.

“Chorinho no Pé de Poesia”: cultura cada vez mais viva em Piripiri

Aconteceu na noite de terça-feira, 05, no Complexo Turístico Nossa Senhora dos Remédios, a primeira edição do projeto “Chorinho no Pé de Poesia”.

O evento é uma realização da Prefeitura de Piripiri, através da SEJUCE. Segundo o secretário Ducival Araújo, este é mais um projeto para fortalecer ainda mais a cultura local. “É um grande sonho. Nós sempre trabalhamos com isso desde a década de 70 e agora como secretário eu não posso abrir mão desses momentos. É um projeto com música boa, poesia e cercado de pessoas com grande sensibilidade artística. Aqui estão alunos, músicos, poetas e muita gente legal prestigiando e participando deste nascimento”, disse o secretário

A soprano Francisca Paiva falou da emoção de presenciar o momento. “Estou tão feliz com essa criatividade. Eu não sabia como era o projeto e aqui chegando estou vendo esta beleza. Isso serve para valorizar a arte e criar algo diferente em Piripiri. É uma iniciativa rica e espero que prospere muito”, disse.

Joãozinho Custódio, músico, também fala da alegria de poder participar do projeto. “É uma satisfação estar aqui, porque falar de cultura é falar de música e poesia. E este evento reanima músicos que estão parados há muito tempo e ver uma programação linda dessa é um desafio e uma honra estar presente. Estou muito feliz por tudo que aconteceu”, finaliza.

Simplício Mário, um dos idealizadores do evento, afirmou que o evento deve acontecer em noites de lua cheia e a tendência é que seja cada vez mais. “Superou todas as minhas expectativas. O projeto é para fazer com que a gente possa correr atrás, agregar e puxar gente nova. Fazer nascer novos artistas e revigorar aqueles que estão fora da ativa”.