Luciano Nunes inicia atividades de campanha com caminhada no Mercado do Dirceu

O candidato ao Governo do Piauí, Luciano Nunes, iniciou suas atividades de campanha nesta sexta-feira (17) no Mercado do Dirceu, zona Sudeste da capital. Acompanhado pelo prefeito de Teresina, Firmino Filho, do ex-prefeito Sílvio Mendes, e dos candidatos ao Senado, Wilson Martins (PSB) e Robert Rios (DEM), o candidato visitou os boxes do mercado e conversou com os permissionários e clientes do local. Luciano esteve também nesta manhã no Troca-Troca, no Centro de Teresina.

“Estamos começando pelo Dirceu nossas atividades de campanha pelo que o bairro representa para a cidade de Teresina, uma das regiões mais populosas de Teresina. Foi uma caminhada bonita, recepção muito boa, calorosa, conversando com as pessoas, ouvindo as demandas, ouvindo as reclamações e apontando soluções. Nós queremos construir um novo Piauí, um Estado com educação pública de verdade, com segurança, com saúde de verdade, e um Piauí desenvolvido, de oportunidades”, disse Luciano Nunes.

O candidato afirmou que a sua caminhada será intensificada neste momento da campanha. “Realizaremos atividades em Teresina, no interior do Estado, vamos buscar o contato direto com as pessoas, como os piauienses que querem e desejam a mudança do nosso Estado”, destacou Luciano Nunes.

Nesta sexta-feira, Luciano Nunes cumpre ainda agenda em Passagem Franca, Francinópolis, Várzea Grande e Valença. Amanhã, o candidato inicia as atividades com uma caminhada no mercado em Valença, Novo Oriente, Lagoa do Sítio, Inhuma, Ipiranga e Guadalupe.

Candidatos dão pontapé inicial em campanhas

O primeiro dia de campanha dos candidatos a cargos políticos no Piauí foi movimentado. Boa parte deles participou dos eventos que marcaram o aniversário de Teresina. Outros seguiram com suas agendas pelo interior do Estado. O deputado Marden Menezes (PSDB) deu o pontapé inicial de sua campanha em reunião realizada na sua cidade natal, Piripiri, na noite de quinta-feira (16). Ele reuniu uma multidão de pessoas, que declarou apoio à reeleição do parlamentar. Na ocasião, ele ressaltou que seu trabalho e do também psdbista Luciano Nunes, que concorre ao Governo do Estado, serão voltados para tirar o Piauí da situação de caos em que se encontra, especialmente em setores como Saúde, Educação e Segurança Pública.

Luciano destaca propostas em primeiro debate para candidatos ao Governo do Estado

O deputado estadual Luciano Nunes participou na noite desta quinta-feira (16) do primeiro debate para candidatos ao Governo do Estado promovido por uma emissora de TV local de Teresina. Durante sua participação, o candidato tucano destacou suas propostas para área de saúde, segurança pública e desenvolvimento econômico, bem como enfatizou a necessidade da redução do atual tamanho da máquina pública, que segundo ele, está inchada e prejudicando diretamente o cidadão piauiense.

“ Precisamos atender as pessoas que mais precisam prestando um serviço de qualidade. Dessa forma, vamos reduzir o tamanho desta máquina, diminuir a quantidade de secretarias e coordenações para menos da metade, pois reduzindo o tamanho da máquina estremos reduzindo também o desperdício, o retrabalho, e vai sobrar dinheiro para investirmos nas áreas sociais que atendem as pessoas que mais precisam, fazendo uma saúde de qualidade. Hoje a saúde vive um caos no Piauí, os hospitais regionais completamente sucateados, sem nenhuma infraestrutura para atender a população no interior”, afirmou Luciano Nunes.

O candidato acrescentou que na educação existe o risco dos alunos perderem o ano letivo, tendo em vista que são mais de 60 dias de greve porque o governo não paga o piso do servidor. “Em muitos municípios do Estado, o transporte escolar sequer funcionou esse ano, crianças e jovens não assistiram um só dia de aula em 2018. Reduzindo o tamanho da máquina, diminuindo o desperdício, o desvio de recursos públicos, nós vamos investir nas áreas essenciais para beneficiar a população que mais precisa do nosso Estado”, disse.

No que diz respeito à saúde, Luciano Nunes afirmou que é compromisso seu criar e construir quatro Hospitais de Urgência no Piauí. “Teresina é o único lugar que dispõe de um hospital de urgência no Estado. Nós vamos criar em Parnaíba, Floriano, Picos e Bom Jesus para atender as pessoas perto de onde elas moram. Não faz sentido uma pessoa quebrar a perna em Bom Jesus e ter que vir em Teresina para ver sua cirurgia realizada. Além disso, vamos fortalecer os hospitais regionais, ter resolutividade, vamos apoiar os municípios, fazer a parceria com os municípios repassando o cofinanciamento da saúde para fazer uma saúde de qualidade em todo o Estado”, explicou.

Sobre a temática agricultura, Luciano destacou a obra da Transcerrados e o apoio e incentivo ao pequeno produtor. “Temos dois eixos da agricultura, o agronegócio dos grandes produtores dos cerrados que estão há 12 anos esperando que se conclua a Transcerrados e que nunca se concluiu.  Recentemente o Governo retirou R$100 milhões das Transcerrados e ninguém sabe para onde esse dinheiro foi”, lembrou Luciano.

O candidato informou também que na agricultura familiar, do pequeno agricultor, recentemente o IBGE publicou uma pesquisa que mostra que 98% das propriedades dos produtores rurais não recebem nenhum tipo de assistência técnica. “Nós precisamos de investimentos, de atenção ao agricultor familiar, temos que reestruturar a Emater, que foi completamente sucateada, apoiar o grande agricultor com infraestrutura, concluindo a Transcerrados, levando energia elétrica, trabalhando pela regularização fundiária, e apoiar o pequeno agricultor. É inadmissível aqui no Piauí nós importarmos frutas e verduras dos estados do Pernambuco, Ceará e da Bahia, quando temos terra, água em abundância e gente querendo produzir. Vamos apoiar a produção, estimular o pequeno produtor, e estimular também os grandes agricultores, levando as obras de infraestrutura necessárias para o desenvolvimento do setor primário”, destacou.

Luciano Nunes também deu sua opinião sobre desemprego e falou das altas cargas tributárias do Estado. “Vivemos um momento difícil, sobretudo para a nossa juventude, o índice de desempregados aumenta a cada dia.  Segundo os últimos números do IBGE, enquanto o Brasil diminuiu o seu número de desempregados, o Piauí aumentou. Isso mostra o equívoco do Governo atual quando aumentou o valor dos impostos aqui no Piauí, foi o governo que mais aumentou impostos na história do Piauí. O piauiense paga a maior carga tributária sobre energia e combustíveis da federação e isso penaliza diretamente o nosso setor produtivo, desde o pequeno agricultor, como também o setor industrial, o comércio, a prestação de serviços, porque o aumento dos impostas onera diretamente em todos os produtos”, lembrou.

O candidato acrescentou que a sua a proposta é de reduzir a carga tributária. “Temos que diminuir o valor dos impostos para estimular o setor produtivo, ter uma política séria de atração de investimentos, de atração de empresas, estimular o empreendedorismo, para que os próprios piauienses possam empreender, colocar seu próprio negócio, gerar empregos, gerar produção, gerar oportunidades e aquecer a nossa economia”, disse.

Luciano disse ainda que o mais revoltante da situação do Estado do Piauí é que esse aumento abusivo de imposto além de penalizar o trabalhador, além de desempregar e não gerar expectativa para a juventude que quer uma oportunidade de emprego, só está servindo para bancar e manter a máquina pública. Temos uma máquina pesada, inchada, que sustenta 69 secretarias e coordenadorias. Não podemos aceitar essa situação. Precisamos de uma gestão eficiente, focar em áreas vitais para a população como saúde, educação segurança pública, focar o Estado do Piauí para a produção, estimular o desenvolvimento, estimular o setor produtivo para gerar emprego”.

Marden Menezes diz que governo usa verbas do Finisa para “pacotão de obrinhas”

A aplicação dos empréstimos oriundos do programa federal de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa) I e II voltou ao centro do debate nesta semana, na Assembleia Legislativa do Piauí. O deputado Marden Menezes (PSDB) criticou a redução dos recursos destinados à Transcerrados, que seriam de R$ 135 milhões e agora deverão ser de apenas R$ 16 milhões.

Para o parlamentar, o governo deixou de lado a rodovia Transcerrados para fazer o que ele chamou de “pacotão de obrinhas” de interesse eleitoreiro. “Isso traz um prejuízo enorme ao povo do Piauí, pois nós continuamos com as regiões que têm potencial para gerar divisas, emprego e renda sendo colocadas à margem dos investimentos pelo simples interesse do governo para eleger deputados e ajudar os seus aliados políticos”, criticou.

O deputado afirmou que o Governo do Estado tem tido resultados fracassados, não só no que se refere à infraestrutura, mas em todas as áreas. “A sociedade está aí precisando do básico, como saúde e educação, e não tem. O caso do Finisa é só mais uma das inúmeras situações de desperdício e de falta de compromisso com o futuro do Piauí, lamentavelmente. Ou todo o Piauí muda ou a coisa é daí para pior, infelizmente”, finalizou.

MAIS INFORMAÇÕES

Agentes dizem que se não houver diálogo, entrarão na justiça por nomeação

A audiência pública, que discutiria nesta quarta-feira (15), na Assembleia Legislativa do Piauí, a situação dos agentes penitenciários do estado, acabou não acontecendo, por falta de quorum. Uma nova data deverá ser marcada para depois das eleições, que acontecem em outubro. A categoria cobra nomeação dos agentes penitenciários aprovados, que realizaram curso de formação e ainda estão sem trabalhar.

Foram aprovados, no último concurso, 316 candidatos. Destes, 150 fizeram curso de formação e estão aptos a serem nomeados, no entanto, apenas 25 receberam nomeação, estando agora 166 esperando novo curso de formação.

Rinaldo Sousa, da comissão dos aprovados no concurso de agentes penitenciários, afirmou que o objetivo da audiência pública era buscar um diálogo com representantes do Governo do Estado, sobre a situação dos aprovados no concurso e lamentou que o governo se recuse a dialogar com a categoria. “Caso o governo não se sensibilize e aceite dialogar, vamos ter que entrar na justiça, para que todos nós sejamos nomeados, porque é um direito de todos nós”, pontuou.

O deputado Marden Menezes (PSDB), que propôs a audiência, afirmou que o esvaziamento, inclusive com a ausência dos representantes do Governo do Estado, é reflexo do descaso do governo com os servidores públicos do Piauí.

” O Piauí vive um faz de contas, o Estado não cumpre qualquer compromisso com os servidores públicos do Piauí e se recusa a sequer debater os problemas para a nossa população. Nos casos dos agentes penitenciários, há um deficit enorme nessa categoria, que é de grande importância para a segurança pública do Estado. Nós temos um sistema penitenciário que vive um caos e um dos maiores gargalos que temos nesse sistema penitenciário é a ausência de homens e mulheres que possam prestar serviços à sociedade”, afirmou.

O sistema penitenciário do Piauí sofre hoje um grande déficit de agentes penitenciários em seu quadro de pessoal. De acordo com resolução do Conselho Nacional de Políticas Criminais e Penitenciárias, o ideal seria uma proporção mínima de um agente para cada cinco presos. No entanto, no Piauí, essa proporção é de cerca de um agente para cada 50 presos.

Luciano recebe novas adesões do Sul do Estado e comemora crescimento nas pesquisas

Ao receber novos aliados no seu escritório de campanha na tarde desta quarta-feira, 15/08, o candidato a governador pelo PSDB, Luciano Nunes, fez referência à pesquisa de intenções de votos do Instituto Opinar, divulgada pela TV Cidade Verde, onde ele aparece como o único dos concorrentes que tem crescimento em intenções de votos. O tucano acredita que o segundo turno está consolidado e que estará nele.

“Apesar de todas as mudanças de cenário que aconteceram no quadro político do Estado nos últimos dias, o que a pesquisa do Opinar trouxe de concreto é que o nosso nome continua crescendo, foi o único que cresceu, enquanto o governador continua despencando. Isso mostra que estamos no caminho certo. Claro que a pesquisa mostra só um quadro de momento; mas o nosso crescimento é constante a cada pesquisa”, avaliou o tucano.

Luciano Nunes recebeu hoje a visita e comunicado de adesão do ex-prefeito de Inhuma, Alilo Leal e do delegado e vereador de Inhuma, Luis Alberto; do vice-prefeito Valderson Dantas e dos vereadores Cleber de Sousa e Valentim Neto e ainda do líder político Pedro Luis, de Itainópolis.

Na noite desta quinta-feira, dia 16 de agosto, a partir das 20h, Luciano Nunes participa do primeiro debate entre os candidatos a governador realizado pela TV Meio Norte.

MAIS INFORMAÇÕES

Luciano recebe novas adesões e vislumbra um novo momento para o Piauí

Com o ex-prefeito de São Raimundo Nonato, Avelar Ferreira.

Ao comentar o grande número de adesões que vem recebendo diariamente à sua campanha o candidato a governador pelo PSDB, Luciano Nunes, avalia que o fato se deve ao descontentamento da população do Estado com o que vem ocorrendo no Piauí, no que definiu como um descaso do atual governador com as pessoas e com os serviços básicos de que a população necessita.

“Eu fico muito feliz com estas manifestações de apoio que a gente vem recebendo porque elas mostram exatamente o que nós percebemos no Estado hoje. Um sentimento de insatisfação muito grande com os principais serviços prestados pelo governo paralisados”, analisou o tucano.

Ele falou que a população não aguenta mais tanto descaso, desgoverno e isso faz com que todos anseiem por mudança na postura política e na forma de administrar. “Nós vislumbramos e queremos representar esse novo momento para o estado do Piauí; um momento de organização da máquina administrativa para fazermos um governo de verdade, com os serviços públicos funcionando porque é isso que importa para a população”, enfatizou Luciano Nunes.

Na tarde da última terça-feira o candidato do PSDB recebeu no escritório de campanha a visita de várias lideranças que foram declarar apoio à candidatura dele. Dentre elas destacam-se os vereadores Isael Lopes e Raimundo Filho e o ex vice-prefeito Valdir Bandeira, ambos de Domingos Mourão, no Norte do Estado.

Também estiveram com Luciano para declarar apoio à candidatura dele os ex-prefeitos Atiano Bezerra, de São José do Piauí e Avelar Moura, de Campinas do Piauí,  além de Avelar Ferreira, ex-prefeito de São Raimundo Nonato.

Luciano conquista em Amarante apoio de lideranças do PDT, MDB, REDE e PP

Em visita ao município de Amarante, na região do Médio Parnaíba, na manhã desta segunda-feira (13), o pré-candidato a governador do Piauí, Luciano Nunes (PSDB), recebeu declarações de apoio de vereadores e ex-prefeitos de partidos como MDB, REDE, PDT e PP, partidos da atual base do governador. Aderiram à pré-candidatura do candidato tucano os vereadores Rogério (REDE), Magazon ( PDT), Honorato ( MDB), Marcio e José Itamar ( PP). Os ex-prefeitos Chico Câmara, Helcias Lira, Agenor Lira também se juntaram ao deputado Luciano na sua pré-candidatura ao Governo do Estado.

No grupo que recebeu Luciano Nunes em Amarante estava o vereador licenciado e secretário municipal de Infraestrutura, José Itamar, o líder do governo na Câmara, vereador Rogério Macêdo, o sogro do prefeito e ex-vereador Deusdedith Filho, o ex-vice prefeito Agenor Lira e o ex-prefeito Francisco Câmara, dentre outros. A recepção ocorreu na residência do líder político Jairo Prado.

Para Luciano Nunes, a o apoio das lideranças à sua campanha reflete o desejo de mudança que o povo piauiense, de Norte a Sul do Estado, vem demonstrando e a confiança que a classe política tem de que ele está apto a representar esse sentimento e de conduzir o Estado nesse momento dificuldade que a atual gestão o colocou.

“Declarações de apoio como as das lideranças de Amarante demonstram o carinho das pessoas com a nossa pré-candidatura, mas também a confiança que as lideranças depositam em nosso nome para colocar o Piauí de volta nos trilhos do desenvolvimento. Além de gratificantes, os apoios que a gente vem recebendo por todo o Piauí nos incentivam a continuar trabalhando para fazer um Piauí de Verdade”, comemorou o candidato tucano.

Além de Amarante, o pré-candidato esteve também nesta segunda-feira nas cidades de Água Branca, onde participou da tradicional Missa do Vaqueiro e da cavalgada, e ainda nos municípios de São Gonçalo e Santo Antônio dos Milagres.

Em São Gonçalo, Luciano Nunes conquistou o apoio dos vereadores Edinho (MDB), Zé Faustino (PSD), Dr. Oziel (PP). Em Santo Antônio, o líder da oposição, Zé Vilmar, também está com Luciano Nunes, e em Água Branca o apoio veio dos vereadores Raicleyston e Enoquete, do MDB.

Luciano Nunes potencializa adesões à sua pré-candidatura ao Governo do Estado

Luciano com Almir Reis e lideranças de Floriano

Aumentou a intensidade de visitas de lideranças políticas, principalmente do interior do Estado, ao escritório de pré-campanha do deputado estadual Luciano Nunes, pré-candidato do PSDB ao Governo do Estado, para declarar apoio a ele depois da convenção.

As adesões vêm de todas as regiões do Estado. Na tarde de ontem, por exemplo, esteve com o pré-candidato o líder político Almir Reis, de Floriano, que foi candidato a prefeito na eleição passada e perdeu por diferença de cerca de 700, em um universo de 40 mil votos.

“Nós apoiamos o Luciano por entender que o Piauí precisa mudar. Floriano é uma cidade importante do Estado, mas tem muita gente desempregada. Precisamos de um governador com atitude, que invista no município; que atraia empresas para gerar empregos, sobretudo, para a juventude”, justificou Almir Reis.

Do Sul do Estado veio também para declarar apoio a Luciano Nunes o líder político de Itaueira, Chico Moura, que foi candidato a prefeito na eleição passada. Ele aposta na pré-candidatura de Luciano e quer mais atenção com o Sul do Estado. “Precisamos de um governador de verdade, que olhe mais para o povo do Sul do Piauí, que é uma região esquecida pelo governo”, disse.

Outra visita que Luciano Nunes recebeu no escritório e que declarou apoio à pré-candidatura dele, foi o vereador de Madeiro, no Norte do Estado, Antônio Hilário. Ele, que é também presidente do Sindicato dos Pescadores do município, veio acompanhado da pré-candidata a vice-prefeita na chapa de Luciano Nunes, delegada Cassandra Moraes Sousa.

“Estou apoiando Luciano porque o Estado precisa de mudança. E Luciano é quem pode trazer as melhorias para os agricultores, os pescadores, os trabalhadores em geral”, enfatizou Hilário.

A agenda do pré-candidato tucano para o final de semana prevê, dentre vários compromissos, visitas em Parnaíba acompanhado do prefeito Mão Santa.

Luciano defende Hospitais de Urgência do Piauí para desafogar saúde de Teresina

Candidato do PSDB participou da primeira reunião após convenção com prefeito Firmino Filho, na zona Sudeste de Teresina.

Na primeira reunião em Teresina como candidato ao governo do Estado, Luciano Nunes (PSDB) voltou a defender a construção dos Hospitais de Urgência do Piauí (HUP´s) em cidades polo do Piauí. A proposta de Luciano prioriza o atendimento às pessoas no local mais próximo de suas residências, evitando longos deslocamentos até a capital. Para Luciano, os novos hospitais também racionalizam a aplicação de recursos em saúde de Teresina.

O candidato garantiu que pretende participar nas próximas semanas de encontros e reuniões para dialogar com a população. “Esse é um momento até iniciarmos a campanha propriamente dita quando podemos fazer a ida às ruas”, disse Luciano Nunes. Ele ainda enfatizou que pretende fazer uma campanha propositiva em prol de um Piauí novo. “Será uma campanha bonita, propositiva, para sugerir um novo momento para o Estado do Piauí”, destacou.

Entre os projetos defendidos pelo candidato está a construção dos HUP´s em cidades chave do Estado como Parnaíba, Picos, Floriano, Bom Jesus. “É para atender não só a população do interior quando precisa, mas para desafogar a cidade de Teresina que carrega a saúde do Piauí nas costas”, ressaltou Luciano, lembrando que Teresina gasta 35% de tudo que arrecada com saúde atendendo a todo o Piauí e parte do Maranhão.

O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), também participou do encontro e defendeu a mudança para o Piauí no nome de Luciano Nunes. “A saúde de Teresina só vai dar um salto qualitativo quando a gente deixar de carregar a saúde do Piauí nas costas. Luciano, de forma corajosa e audaciosa, se mostra como candidato a governador para colocar propostas para o futuro”, afirmou Firmino, lembrando que Luciano representa o modelo de administração que Teresina conhece.

FONTE
Mayara Sousa
Jornalista/Relações Públicas DRT 1507
Contato: (86) 8806-9866

Oposição se divide e vereadores rompem com ex-vereadora em Piripiri

Os vereadores que fazem oposição ao prefeito Luiz Menezes em Piripiri não estão mais ao lado da ex-vereadora Jôve Oliveira. Em bloco eles apoiaram Jôve nas últimas eleições municipais em 2016, mas agora decidiram tomar novo rumo.

Beatrice, Denis Sales, Douglas Leonardo, Genival e William da Loto irão apoiar a pré-candidatura de Francisco Limma, do PT. Já os vereadores Revétrio Souza e Neném Bilica apoiam o deputado estadual João Madison. Por outro lado, também rompido na oposição, o ex-prefeito Odival Andrade sustenta candidatura a deputado estadual (PR), assim como Jôve Oliveira (PTB), que marcha com o apoio de seus irmãos Valdivielson e Wilson Monteiro, que foram candidatos a vereador em 2016 e também não conseguiram êxito.

O cenário mostra uma oposição sem liderança, onde o antigo grupo já se volta em torno do vereador Genival Sales, que em 2016 abriu mão de candidatura a prefeito para Jôve Oliveira, mas que parece não estar disposto a ter a mesma gentileza.

Governo desvia recursos da Transcerrados para pequenas obras eleitoreiras, diz Luciano

Foto: Reprodução G1

Mais de 115 dos 135 milhões de reais que o Governo do Estado havia tomado de empréstimo junto à Caixa Econômica Federal para destinar à construção da Transcerrados, a rodovia mais solicitada pelo setor produtivo piauiense, foram anulados, picotados e realocados para outras obras de pequena monta. De acordo com o deputado estadual Luciano Nunes, essas obras devem ser feitas no período pré-eleitoral supostamente como moeda de troca com possíveis aliados do governador e candidato à reeleição.

Segundo o parlamentar, boa parte do dinheiro foi realocado para pequenas obras com custos de R$ 300 mil, valor que não dá para construir sequer um quilômetro de estrada em asfalto. Os dados constam no Termo Aditivo ao contrato de financiamento nº 0477608-24, assinado entre o Governo do Estado do Piauí e a Caixa Econômica Federal. O aditivo altera o Anexo I do contrato inicial, que destinava mais R$ 135 milhões para a construção da rodovia Transcerrados. Deste total, cerca de 85% foram retirados daquela importante obra para serem picotados e redistribuídos em outros serviços também necessários, mas que, pelo custo, poderiam ser bancados com recursos próprios do Estado.

“Pior de tudo é que, da forma como os recursos foram realocados, vai ser impossível aplicá-los de maneira a atender às novas demandas, porque o dinheiro é insuficiente, já que pelo menos 13 obras ficaram com apenas R$ 300 mil cada uma, a serem aplicados na construção de ligações asfálticas entre municípios e BRs ou municípios e povoados. Ocorre que R$ 300 mil não são suficientes para fazer sequer um quilômetro de estrada asfaltada”, afirma Luciano Nunes.

Na prestação de contas do Governo do Estado, por exemplo, consta a construção de 20,6 Km de asfalto entre as cidades de Picos e Santana do Piauí ao custo de R$ 500 mil cada quilômetro. “Não há uma obra sequer para onde o dinheiro foi redistribuído que custe só esse valor. O que leva a crer que o dinheiro é suficiente apenas para iniciar a obra. Prática corriqueira neste governo, começar a obra e parar sob a alegação de que os recursos foram insuficientes”, destaca o deputado.

O contrato celebrado entre o Governo do Estado e a Caixa Econômica, que foi alterado pelo referido Termo Aditivo, conhecido como Finisa II, tem valor global de R$ 315 milhões e se destina à construção de obras de infraestrutura. Quando foi celebrado o contrato original, R$ 100 milhões deste total foram destinados à conclusão das rodovias Transcerrados, uma reivindicação antiga dos produtores daquela próspera região do Piauí.

A rodovia é de extrema importância para garantir o escoamento da produção de grãos e o barateamento dos custos de produção. Como a rodovia é de terra, os produtores têm dificuldade para transportar os grãos, já que as carretas atolam e quebram dificultando que o produto chegue aos portos por onde é exportado para outros países.

A construção da rodovia tem sido promessa de todos os governantes do Estado nos últimos anos, que não a realizam por falta de recursos. “A esperança era esse empréstimo; mas com esta atitude do Governo do Estado, os produtores vão ter que continuar se virando por conta própria se quiserem continuar produzindo nos cerrados piauienses”, enfatiza Luciano Nunes.

Fonte

Mayara Sousa
Jornalista/Relações Públicas DRT 1507
Contato: (86) 8806-9866

Luciano pretende implantar Hospitais de Urgência em todas as regiões do Estado

A principal proposta do pré-candidato a governador pelo PSDB, Luciano Nunes, para a área da saúde é a implantação de hospitais de urgência, que vão funcionar no mesmo modelo do HUT de Teresina, nas quatro regiões do Piauí. Caso tenha sua candidatura confirmada em convenção, o tucano vai discutir a proposta durante a campanha eleitoral e expor como tudo vai funcionar.

“O HUT é um modelo de hospital de trauma para todo mundo porque tem resolutividade. Somente durante o primeiro quadrimestre deste ano, o HUT atendeu 3.248 pessoas que sofreram acidentes. Nós precisamos desafogar essa pressão criando instituições semelhantes nas quatro regiões do Estado, evitando que as pessoas precisem se deslocar de longe para Teresina, em situação de urgência e emergência”, argumenta Luciano Nunes.

A proposta do pré-candidato inclui a construção do (Hospital de Urgência do Piauí) HUP Cerrados, HUP Semiárido, HUP Central e o HUP Litoral. “A ideia é envolver todos na discussão do tema para, em caso de vitória, buscar o apoio das forças políticas junto ao governo central, em Brasília, para viabilizar os recursos necessários à montagem da estrutura física e garantir a alocação dos recursos necessários à aquisição de equipamentos, contratação de pessoal e à manutenção de toda a estrutura”, explica Luciano Nunes.

O deputado acrescenta ainda que a proposta também é desafogar o atendimento de urgência que é feito na capital. “O HUT de Teresina é eficiente. Tem dado prova disso, mas vive sufocado por falta de estruturas semelhantes nas regiões mais distantes. Muitas vidas se perdem só por causa do deslocamento. Com a implantação dos HUPs teremos um socorro mais imediato por estarem mais próximos das pessoas na hora da necessidade”, pontua o candidato a governador.

Assim como aconteceu com o HUT, os HUPs vão precisar de recursos extras para sua construção e para mantê-los em funcionamento. “Daí a necessidade de envolver toda bancada federal, sob o comando do governador do Estado, que deve conduzir o processo pessoalmente para que ele aconteça”, destaca Luciano.

Fonte
Mayara Sousa
Jornalista/Relações Públicas DRT 1507
Contato: (86) 8806-9866

Policiais Civis mostram que Piauí tem apenas 30% do efetivo previsto em lei

Luciano Nunes conversou com categoria também sobre as condições de trabalho

O deputado estadual e pré-candidato ao governo do Piauí, Luciano Nunes, conversou nesta terça-feira (24) com policiais civis sobre as dificuldades na Segurança Pública do Piauí. Durante o encontro o deputado estadual também recebeu relatos dos policiais civis ativos e aposentados sobre a falta de efetivo e as péssimas condições de trabalho das delegacias no interior do Estado.

Luciano Nunes reconheceu durante a conversa que a situação da Segurança Pública no Piauí é caótica, principalmente pelo relatório apresentado pelos policiais civis sobre os desafios enfrentados pela categoria. “Quando a gente cobra o governo a alegação é de que não tem dinheiro. Mas, sobra dinheiro para bancar 60 secretarias e coordenadorias. Enquanto isso a população está sem Segurança Pública”, afirmou Luciano Nunes lembrando que o governador descumpriu o acordo de valorização salarial dos policiais.

De acordo com os policiais civis, apenas 30% dos cargos definidos por lei para a Polícia Civil estão preenchidos no momento. “É preciso que haja mudança porque o grupo que está aí já deu o que tinha de dar”, disse o  presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpolpi), Constantino Júnior. Dados do Sinpolpi mostram que em lei são previstos 3.497 cargos a serem preenchidos entre peritos, policiais, escrivães e agentes de polícia, dos quais apenas 1.679 estão com funcionários.

O pré-candidato ao governo do Piauí defendeu que é preciso resgatar toda a política de Segurança Pública, que no momento está abandonada. “Precisamos fazer uma administração séria e comprometida, cortando pela metade o número de secretarias e coordenadorias, valorizando o servidor público e resgatando toda a política de Segurança Pública”, enfatizou.

Deoclécio Araújo, policial civil aposentado, destacou a necessidade de mudança para o Piauí após o encontro com Luciano Nunes. “Tá na hora de se fazer mudança no Piauí como no Brasil”, ressaltou o aposentado.

Fonte
Mayara Sousa

Homenagem do deputado federal Átila Lira – Pirifolia

O Pirifolia aconteceu no último fim de semana, em Piripiri. O evento é um dos maiores do Estado, movimentando o turismo e a economia local. Essa festa reúne pessoas de todas as idades que se encontram e se divertem. Eu, como filho desse município, sempre marco presença, juntamente com minha família e amigos. Parabéns ao povo de Piripiri. Que venha o Pirifolia 2019! #AtilaLira #Pirifolia #Piripiri #Piaui

TRE confirma, por unanimidade, absolvição do prefeito Luiz Menezes e vice Murieel de ação eleitoral

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí, por seu plenário e de forma unânime, em sessão realizada ontem, 17/07, confirmou sentença de improcedência da última ação eleitoral movida contra o Prefeito de Piripiri, Dr. Luiz Menezes, e seu vice, Murieel Queiroz.

Na ação, movida pelo atual vereador Dr. Pinto, alegava-se compra de votos em troca de atestados médicos, distribuição de combustível e de móveis domésticos.

O TRE entendeu, confirmando a decisão da Justiça Eleitoral de Piripiri, que não houve compra de votos.

Ratificando, assim, a lisura e legalidade da campanha eleitoral realizada pelo prefeito Luiz Menezes e seu Vice, Murieel, não havendo nenhuma condenação por ilícito eleitoral e não havendo mais nenhuma ação contra os atuais gestores do município.

Luciano afirma que Estado quebrou e desvia dinheiro de consignações para outras obrigações

Por Mayara Sousa

O secretário estadual de Fazenda, Antônio Luís, esteve hoje na Assembleia Legislativa do Piauí para prestar esclarecimentos na Comissão de Administração Pública sobre o repasse dos recursos que estão sendo descontados dos contracheques dos servidores que fizeram empréstimos consignados, mas que o Governo do Estado não está repassando às instituições financeiras, bem como do Plamta e IASPI, que estão sendo descontados e não estão sendo repassado às clínicas e hospitais. Para o deputado Luciano N unes, a reunião mostrou tudo aquilo que a oposição já denuncia há tempos, de que o Estado quebrou e está desviando o dinheiro das consignações para cumprir outras obrigações, como segundo Luciano, manter as 69 secretarias e os aliados do governo.

Na reunião, o deputado estadual Luciano Nunes questionou ao secretário de Fazenda se o Estado confirma ou não a informação do relatório do TCE da dívida de 204 milhões reais de consignações, se o Estado está sofrendo ou recebeu algum tipo de cobrança dos bancos e se existe algum protesto de execução de alguma dessas instituições contra o Governo do Estado.

“A fala do secretário de Fazenda admite várias irregularidades. O secretário reconheceu que o dinheiro que é retido das consignações é utilizado para outros fins que não o destino para os verdadeiros credores. Existe uma comunicação do Sindicatos dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Piauí de que ficam suspensos atendimento aos usuários do Plamta e Iapsi decorrente do atraso do pagamento dos serviços prestados. E, infelizmente, o que vimos hoje foi uma tentativa do Governo de mascarar a situação, com respostas vazias que não convencem os piauienses”, afirmou Luciano Nunes.

O deputado acrescentou que o Estado apresenta o sério risco de ter o Plamta fechado. “Lamentavelmente o Governo não trouxe nenhuma proposta para que isso não aconteça. Hoje houve uma audiência no Ministério Público para mediar esse conflito entre Sindicato e IASPI, mas o Governo continua se omitindo, não apresenta uma proposta clara e continua usando o recurso dos consignados, do Plamta, dos sindicatos e dos bancos para financiar as 69 secretarias que o governador insiste em manter na mãos dos seus aliados”, alertou.

O deputado informou ainda que a audiência no Ministério Publico terminou sem acordo e a paralisação foi mantida. “Essa audiência ainda teve um agravante, a presidente do Iaspi admitiu que o que o Estado recolhe dos servidores para o Plamta e Iaspi dá para pagar e ainda sobra as despesas mensais do Instituto com os tratamentos, consultas e procedimentos, o que comprova que o Governo está desviando o dinheiro para outras finalidades, prejudicando milhares de piauienses”, afirmou.

“Wellington Dias faz pouco caso sobre pagamento de TFD no Piauí”, afirma Luciano Nunes

Pagamento do auxílio para Tratamento Fora de Domicílio está atrasado há sete meses

O deputado estadual Luciano Nunes fez um apelo ao governador Wellington Dias na manhã de hoje (26), na Assembleia Legislativa do Piauí, para que regularize o pagamento do TFD dos pacientes renais crônicos do Estado do Piauí, que está atrasado há sete meses. O TFD é um auxílio dado às pessoas que precisam de Tratamento Fora de Domicílio (TFD). Hoje, pacientes vindos de Picos e Oeiras foram pedir auxílio aos parlamentares para que a situação se regularize.

Segundo dados repassados pela Associação de Pacientes Renais Crônicos do Estado do Piauí (APREPI), são cerca de 2 mil pacientes que necessitam do TFD para fazer hemodiálise, que é realizada em apenas sete municípios do Estado.

“Muitos pacientes estão deixando de fazer hemodiálise porque não estão recebendo esse recurso e não possuem recursos pessoais para bancar esse tratamento. Já existem até relatos de óbitos de alguns pacientes por conta dessa questão. Nenhum desses pacientes pode viver sem hemodiálise e o Governo do Estado está há sete meses sem fazer o repasse. Esses pacientes não tem de onde tirar, são vidas em jogo, é o tratamento desses pacientes renais que está em jogo, e o governador Wellington Dias faz pouco caso”, disse Luciano Nunes.

De acordo com Luís Filho, presidente da APREPI, já existe, inclusive, ação no Ministério Público Estadual e no Ministério Público Federal para  tratar da regularização do repasse do TFD. “Hoje no Piauí temos mais de 7 mil pacientes que necessitam do TFD, não somos apenas os pacientes renais.  Nós já tivemos quatro reuniões com o secretário de Saúde do Estado, Florentino Neto, e essa questão não se resolveu. A Sesapi alega que não tem recurso, que houve greve de auditores, que é por conta da burocracia. Mas isso não justifica. São sete meses. Não são só processos em cima de uma mesa. Por trás de cada processo tem vidas, Temos pessoas morrendo”, afirmou Luís.

O presidente da APREPI acrescenta que além do repasse estar atrasado, há 10 anos o valor pago pela TFD não é reajustado. “Esse valor que recebemos é muito pouco, já tem mais de 10 anos que não é reajustado, era pra gente estar lutando para melhorar esse valor, mas a nossa reivindicação hoje é, tão somente, para que seja repassado, já que estamos há sete meses sem receber. A diária é R$24,50 para pagar hospedagem, alimentação e transporte. Esse valor já não dá e sem receber então é que fica difícil. Nossa saúde não está sendo valorizada, e este tratamento é de homens e mulheres que já contribuíram para o Estado, já trabalhavam, tinham sua vida e não pediram para adoecer. Pedimos a sensibilidade do governador para regularizar essa situação”, solicitou Luís Filho.

Seminário “O Piauí pode dar certo” chega a Oeiras

Dando continuidade à série de seminários “O Piauí pode dar certo”, que contemplará municípios de todos os territórios de desenvolvimento do Piauí, neste sabado foi a vez de Oeiras receber o evento. O deputado estadual Marden Menezes (PSDB) e o pré-candidato ao governo do Piauí, Luciano Nunes (PSDB),  ao lado de outras lideranças políticas do Estado, receberam o apoio da população local e ouviram as demandas do município e de toda a região. “Neste final de semana foi a vez da nossa Primeira Capital, a linda cidade de Oeiras receber o seminário. Agradecemos a todas as lideranças e amigos da região, destacando a presença do prefeito de Oeiras, Zé Raimundo, ao lado do nosso pré-candidato ao Governo do Estado, Luciano Nunes”, disse Marden Menezes.